Menino enfrenta família e bullying de amigos após ficar 1 ano sem cortar cabelo para doar a crianças com câncer

Pietro Augusto de 11 anos contou que não liga para opinião dos outros e que seu único objetivo no propósito é ajudar a confeccionar uma peruca para uma criança que perdeu os cabelos durante o tratamento.

Um menino de 11 anos, morador de Aquidauana, em Mato Grosso do Sul, deu um exemplo de solidariedade e compaixão pelo próximo. Ele decidiu ficar um ano sem cortar o cabelo para depois doá-lo para a fabricação de perucas para as crianças com câncer.

Nesta última quinta-feira (4), o estudante Pietro Augusto Alves Falcão, cumpriu seu propósito solidário. Foi ao salão e cortou os 20 centímetros de cabelo que acumulou ao longo desses 12 meses. Ele diz que precisou de muita determinação para manter seu objetivo e que chegou a enfrentar criticas da própria família, além de sofrer bullying de outras crianças.

“Eu comecei a assistir vários vídeos de crianças com câncer e vi o tanto que elas sofrem. Muitas delas acabam morrendo mas as que sobrevivem, podem sofrer muito ao voltar para escola. As críticas que sofri e que me deixaram triste por algum momento, nem se compara com a dor que essas crianças sentem durante o tratamento”, explicou.

Pietro fez propósito de um ano sem cortar cabelo para doá-lo. — Foto: Suene de Melo/Arquivo pessoal

A mãe do garoto, a professora Suene de Melo Alves, de 35 anos, orgulhosa, conta que achou nobre a atitude do filho, mas ressalta que ficou com medo de Pietro sofrer com as críticas e bullying.

“Ele sempre gostou dessas coisas de solidariedade. Quando fiquei sabendo do propósito final que seria para ajudar as crianças com câncer, eu achei uma atitude muito bonita. Teve algum momento que ele ficava triste por outros os chamarem de menina, mas ele permaneceu firme”, relembra.

Suene ainda conta que no início achou que o filho estava brincando e confessa que até chegou a mandá-lo a cortar o cabelo. Ao receber a negativa e ver a convicção do filho em ir até o final com a decisão, ela o apoiou e 1 ano depois viu que a atitude solidária do menino vai ajudar na autoestima de alguma criança que enfrenta o câncer.

Cerca de 20 centímetros de cabelo foram cortados para a confecção de uma peuica infantil. — Foto: Suene de Melo/Arquivo pessoal

Ainda de acordo com a mãe de Pietro, a última vez que o garoto cortou o cabelo antes de entrar no propósito foi no dia 18 de janeiro do ano passado: “Ele foi page de uma tia que o incentivou a deixar o cabelo comprido. Foi nesse dia que ele foi no salão para dar umas aparadas nos fios. Depois disso ele não viu mais tesouras e foi até o fim para alcançar os 20 centímetros de cabelo necessário para a doação”, explicou.

Conforme Suene, nessa última quinta ela recebeu a foto de filho já com o cabelo cortado. Ele foi até um salão, acompanhado da tia e com a madeixas nas mãos, a única coisa que o garoto quer nesse momento, é enviar parte deste, para uma criança que faz tratamento contra o câncer. De início as madeixas seriam destinada para o hospital de Barretos, mas por questão de logística, será enviado para o hospital do câncer em Campo Grande.

Pietro e mãe durante propósito de não cortar o cabelo que foi doado para crianças com câncer. — Foto: Suene de Melo/Arquivo pessoal

(G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *