Fiscalização de Ibaté atende denúncias no fone 153

Desde o início da pandemia no ano passado, a Prefeitura de Ibaté disponibiliza um canal para que a população possa fazer denúncias de estabelecimentos comerciais que não cumprem a determinação do Plano São Paulo.

Atualmente, a região está na fase vermelha, a mais restritiva do plano, estando as atividades não essenciais proibidas de realizar atendimento presencial. “O Plano São Paulo prevê que para o comércio não essencial, os serviços poderão ser prestados apenas em sistema de entrega (delivery) ou drive-thru. Fora isso, apenas as atividades essenciais poderão atender presencialmente com todos os cuidados e medidas sanitárias”, explica o responsável pelo setor de Fiscalização da Prefeitura de Ibaté, Pedro Marques Dea.

Os munícipes que desejarem denunciar sobre os estabelecimentos de atividades não essenciais que estão em desacordo com o Plano SP devem entrar em contato através do fone 153 e fazer a sua reclamação.  “Todas essas informações e denúncias são checadas e medidas administrativas são tomadas em caso de descumprimento”, afirmou.

A fase vermelha só permite o funcionamento normal de serviços como farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias e hotelaria, porém, atentos às orientações contra a disseminação da Covid-19. 

Nesta sexta-feira, 12, o governador João Doria decidiu não anunciar a reclassificação do Plano SP – quebrando uma sequência de cinco sextas seguidas com reclassificações – que determina o grau da quarentena em todas as regiões de São Paulo. “Com isso, a nossa região continuará na fase vermelha por mais uma semana”, lembra Pedro Dea.

Os comércios e serviços essenciais devem continuar atentos às normas sanitárias, que são as mesmas para todos os setores: disponibilizar higienização para funcionários e consumidores com álcool gel 70% em pontos estratégicos; os funcionários devem utilizar máscaras durante toda a jornada de trabalho, assim como os consumidores; o acesso e o número de pessoas nos estabelecimentos devem ser controlados; manter todas as áreas ventiladas; e a fila deve ter distanciamento de no mínimo 1,5 metros entre as pessoas.

Sem Carnaval

Pedro Dea ressalta que durante este final de semana, em que normalmente seria comemorado o carnaval, as equipes da Fiscalização, Guarda Civil Municipal e Polícia Militar estarão realizando operações em vários pontos e bairros da cidade, para evitar a aglomeração de pessoas em festas clandestinas. “Durante a fase vermelha do Plano SP, nenhuma festa está autorizada pela Municipalidade, portanto, estamos montando uma força tarefa com o objetivo de proibir qualquer tipo de evento ou aglomeração que possa ser registrado na nossa cidade”, contou.

Além do fone 153, essas festas e aglomerações também poderão ser denunciadas no 190 da Polícia Militar. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *